quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Cristo-Rei

Fui levar uma amiga onde o pai dela a buscaria e parei na frente de uma funerária. Cumprimentei com um sorriso amarelo, e enquanto ele me olhava com cara de "quem morreu?" eu falei: "Vou esperar aqui que é mais seguro." Ele responde "Seu sotaque não é daqui.. de onde tu és?", "De Minas..." Ele me pede pra esperar e volta com um retrado, desses rostos que a gente diz que tem cara de gente conhecida. Comentou que era um grande amigo dele, gente querida, mineiro, ele fazia aniversário no mesmo dia que eu, nascido no mesmo ano e morreu faz 3 meses.. Ele estava doido pra ir pra casa abraçar os seus assim que formou, tinha toneladas de sonho no porta-mala do carro. Bateu o carro e morreu na hora.

Morreu de saudade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu blah blah blah aqui: