quinta-feira, 10 de maio de 2012



às vezes, várias vezes, esse cacuete de jogar a cabeça pra traz e fechar os olhos por uns segundos não é suficiente pra descansar minha alma quando tudo está pesado e a vontade que dá é soltar o corpo, a alma, e se deixar cair com a certeza que fosse cair em solo que não me quebrasse, mas me abracasse, de me jogar em águas e deixar que elas me puxem e me joguem de um lado a outro, com a certeza de que antes que me faltasse o ar alguém me puxasse


-mas me falta o ar sem nem estar na água, e é melhor se afogar a não dar paz à alguém.


(ouvindo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu blah blah blah aqui: