domingo, 8 de abril de 2012

no final das contas tudo passa. a gente divide a conta e cada um paga uma parte mesmo que os gastos de um seja maior que o do outro os dois pagam igual. e é melhor do que carregar o karma. chama o garçon, paga a conta, deleta as mensagens e emails antigos, faz ritual de queimar fotografia chorando e acabou. procura outro banco, cria uma conta nova, senta no banco e lê conversa sobre uma música nova que achou, cria uma conta corrente que desta vez não fique sempre no vermelho, e acabe por adquirir outros bens


meu bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu blah blah blah aqui: