terça-feira, 13 de março de 2012

que ao final da tarde a chuva venha pra afogar o silêncio


ponha a culpa na saudade cor de anil amarelado, de sol nascendo, cor de volta-noite-vem-dia. essa saudade gosto de pasta de dente, de ouvir uma voz cansada ao telefone, quase dormindo, falando velado de jeito que faz parecer que, se fechar os olhos, o interlocutor está na sua frente e daí a saudade cria tato e te dá um tapa na cara quando desliga o telefone, acende a luz e o quarto está cheio da falta que faz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu blah blah blah aqui: