sábado, 5 de fevereiro de 2011

Parem de aplaudir

parem de aplaudir a Jesus quando alguém pede uma salva de palmas para Ele... parem de virar pro seu irmão e dizer "hoje Deus vai falar com você" porque alguém com o microfone pediu, parem de de falar "fala tal coisa pro irmão do seu lado", "dê um soco no irmão do seu lado". parem. parem de dizer "a maneira como você ora determina.. " porque não determina NADA. parem de cantar pra que o irmão do banco da frente ou do lado escutem sua voz. parem de fingir. parem de usar a linguagem culta em suas orações se vocês não as usam normalmente. parem de fingir quem vocês não são na "frente" de Deus. naturalidade e espontaneidade são as palavras chave desse discurso.

ouçam o Espírito Santo.

5 comentários:

  1. nossa, Deborah...

    perfeito demais esse post...

    parece um desabafo do fundo da alma!

    "Naturalidade e Espontaneidade"

    talvez seja o que a Igreja (nós) mais precisa hoje...
    Deixar as aparências de lado... principalmente na igreja... não guiar nossas ações, mas deixar elas serem guiadas por Ele...

    ResponderExcluir
  2. O ser humano lida com o aplauso do homem, o louvor do homem e a aprovação do homem. A nossa diferença é que a gente acha que na igreja tem como a gente impressionar as pessoas, mas quem nos conhece de perto sabe que às vezes fedemos.

    Autenticidade tem um preço.Até mesmo viver para Jesus com transparência e não se contaminar com o mundo tem um preço.. Esse que muitos crentes desistiram de pagar, porém mal sabem eles que do outro lado da moeda tb há um valor a ser pago, porém bem mais alto.

    Ótimo post

    ResponderExcluir
  3. Concordo com cada palavra. Parabéns pelo blog, gostei muito.

    ResponderExcluir
  4. MARRETADA. Concordo com tudo! e a propósito, odeio essas frases prontas que sempre mandam a gente falar na igreja. Pergunte a Larissa... Ela fica rindo porque eu digo que "falo em pensamento", porque nunca repito nada ;B UHSUAHUHSUHAUSAHS Bejão, desculpe a ENORME ausência.

    DTA

    ResponderExcluir

Deixe seu blah blah blah aqui: