quinta-feira, 14 de outubro de 2010

a gift


Caminhei passo a passo, sobre muitos trilhos e me perdi,
Nem seguindo as migalhas que deixei eu me achei...
Naquela pressa constante que é te encontrar.
A pressa sempre foi a minha inimiga,
Até mesmo nas preces em que esta me abriga.

Desvendei os mistérios dos meus pontos mais fracos,
Dei meia volta e cai,
Mesmo sem estar com os pés no chão,
Mesmo sem saber onde meus pés estão,
Mas isso é um mero detalhe para o coração.

O que me aquieta é que o presente dura um segundo,
Noutro instante tudo é passado,
Estou de mãos dadas com o futuro, aqui do lado.
O problema é que ele não sabe o que me dizer.
O problema é que ele não me fala o que eu quero saber.

{ escrito por Gabriel Andreolli, do blog Mais frio que o Alaska para mim e meus conflitos }

4 comentários:

  1. I took a walk, step by step on these many tracks I got lost,
    Not even following the crumbs that I left I found myself
    In that constant hurry when I meet you.
    The hurry was always my enemy,
    Even in my prayers that keeps me in.

    I figured the mysteries of my weakness,
    Turn back and fell,
    Even without the feet in the floor,
    Even without knowing where my feet are,
    But this is just a detail for my heart.

    What gets me is that the present takes only one second,
    The other second it is already past,
    I am holding hands with the future, here next to me.
    The problem is that it does not know what to tell me.
    The problem is that it does not say what I want to know.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo o post , belo texto do Gabriel. A vida está em conflito a nós em relação ao tempo, principalmente quando o passamos com quem amamos.

    beijos !

    ResponderExcluir
  3. Que bom que gostaram! E teve direito até a tradução pro inglês! haha

    Beijos e abraços!

    ResponderExcluir

Deixe seu blah blah blah aqui: