quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Deus, onde estás?


































Deus, onde estás?
Te procuro.
Te procuraria na porta dessa rua.

Deus, onde estás?
Olha o que eu vejo agora
O menino dançou sem roupa
O menino botou na boca um docecom gosto de fel

Deus, onde estás?
A Igreja arrancou o sino
O homem esqueceu o menino
Fez castelo de ouro e prata e perdeu a vida

Ah! Acende toda luz
Iluminando a Terra que convive com a dor
Sem esperança

Vai onde há a dor, e cura!
Vai onde não há amor, e ama!
Vai onde há a dor, e alegra!
Vai onde não há amor, transforma!

Teu toque forte muda a sorte de quem Te encontra.

Deus, onde estás?
Te procuro. 
Te procuraria no beco ou nessa rua.

Deus, onde estás?
Eu passei por aquele palco
Vi um grande homem fardad
Que gritava ao povo: "Dinheiro"
Sem piedade

Ah! O homem passou
E se esqueceu da dor que sangra
Dentro do peito

Vai onde há a dor, e cura!
Vai onde não há amor, e ama!
Vai onde há a dor, e alegra!
Vai onde não há esperança!

Traz esperança!
Faz esperança!
Traz esperança!

{ Palavrantiga - Deus, onde estás? }

3 comentários:

Deixe seu blah blah blah aqui: