quarta-feira, 16 de junho de 2010

todos

gritavam:
-Alice, feche a torneira, pare de jogar água por todos os cantos! Não vês que já está tudo ensopado?

Ela só queria limpar tudo, dentro e fora dela.

-está deveras sujo por aqui, não está Senhor? - disse ela cabisbaixa;
não quero que continue assim Senhor, podes me ajudar? - disse ela humildemente;
#então Me promete que não vai fazer de novo, promete?
-estou tentando, estou realmente tentando manter tudo limpo, mas tem sido difícil, quando estou quase terminando de arrumar vem alguém e derrama café em tudo. E café quente, me queima. Não tem ninguém que possa me ajudar..
#ok, vou mandar alguém, mas espere mais um pouco.

Um comentário:

  1. Esperar... eis ai talvez a maior prova de Fé!

    Lendo este poema dá pra criar exatamente essa cena...

    Um dos seus textos que mais gostei, sem dúvidas!
    Talvez nem seja nisso que vc tava pensando qdo escreveu...
    Mas parece tanto como sendo alguém desesperada depois de mais uma desilusão, e Deus indo até ela, pra acalmá-la...

    Outro texto seu que tbm me transmite Paz... hehehe

    =)

    ResponderExcluir

Deixe seu blah blah blah aqui: