quinta-feira, 13 de maio de 2010



O vento apagou as suas pegadas do meu solo já castigado.
Quem dera tivéssemos chuva pra lavar cada mancha de sofrer.

- brilho de um novo dia abre as cortinas, ele não vem sozinho, e invade meu quarto para me beijar.

3 comentários:

Deixe seu blah blah blah aqui: