sexta-feira, 7 de maio de 2010

e eu já não me afogava naquelas águas que um dia me pareceram ser tão turvas. queria gritar nos seus ouvidos, quebrar coisas na sua cabeça e na parede, bater a porta e sair.. ou ficar e te contar algumas mentiras minhas.

-mas tudo o que eu fiz foi subir até a superfície e repirar, e nem doeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu blah blah blah aqui: