terça-feira, 4 de maio de 2010

de mi menor à ré maior.


É um conto sobre uma bailarina, ou uma canção sobre a bailarina.
Que depois de meses de ensaio tropeça em seus próprios pés, cai no meio do picadeiro e esfola os joelhos.
Ninguém quer ajudá-la, aliás, sentir vergonha por ela já não é o suficiente?
Meneiam a cabeça e murmurando para os botões das camisas e uns para os outros saem de seus assentos,
 dizendo: 'pobrezinha, avisamos o que aconteceria, avisamos o que acontece com as bailarinas'

Ela segura com suas mãos sujas de talco as próprias lágrimas, contando uma a uma.
Respirar dói, mas ela continua, enquanto espera que o todos os espectadores saiam.
Esperando que a dor desapareça e que as cicatrizes apareçam
Cicatrizes em lugares que ela nem sabia que existiam.
-mas a maquiagem borrada ao redor dos olhos irá lembra-la de cada detalhe do acontecido quando ela chegar ao seu camarim, e sozinha, olhar para o espelho que está rachado do lado superior esquerdo.

#

Então uma música diferente toca, não é como as outras ou como nenhuma que já tenha ouvido.
As luzes certas se acendem, e um novo perfume enche o ar.
E um Único espectador se coloca em pé batendo palmas e gritando 'Bravo! Bravo!'
-Ele estava na última fileira, e era um Senhor tão distinto e cheio de glória, por que estava sentado lá?
Ele se levanta calma e elegantemente, se senta na primeira fila, e diz docemente:
-comece de novo, minha menina.

#

Ela ergue seu queixo e é capturada por aquele olhar de um amor avassalador.
Ela se levanta, embora seus pedaços ainda suspirem.
Passo por passo e gesto por gesto.
Risco por risco feito sobre cada acorde.
Uma nova coreografia e um novo sorriso.

#E o seu Único Espectador se põe em pé sobe ao picadeiro para dançar com ela.

7 comentários:

  1. sim minina, vc merece frores e aplausos tamém =)

    gostei muito, parabéns!!!

    bejin

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo!*-*

    ResponderExcluir
  3. sim menina, você mereci um abraço meu e aplausos também gotei muuuuuuito, parabéns!

    ResponderExcluir

Deixe seu blah blah blah aqui: