segunda-feira, 24 de maio de 2010

acauã



escuto seu chorinho escondido, abafado no travesseiro toda noite. esqueça aquela noite breu em que te jogaram no chão. não acredite nas mentiras que disseram de você. evite pensar em vingança, não suje suas mãos tão futilmente. não se preocupe com essa cicatriz escura em baixo de seus olhos gentis. eu jogaria meu corpo na frente do seu pra te proteger dos estilhaços de novo.

ah, não percebe o quanto te amo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu blah blah blah aqui: